TERCEIRIZAÇÃO DAS TAREFAS PODE SER UMA SOLUÇÃO INTELIGENTE PARA O SEU NEGÓCIO?

Antes de falar se sim ou não, primeiro você precisa saber o que é a terceirização de tarefas.

Terceirização segundo a Wikipédia, “é uma forma de organização estrutural que permite a uma empresa privada ou governamental transferir a outra suas atividades-meio, proporcionando maior disponibilidade de recursos para sua atividade-fim"

Simples não é? Mais ou menos, não dá pra sair terceirizando tudo que dá na telha.

Antes disso é importante que o gestor conheça de fato a empresa e saiba qual a principal atividade, quais são as tarefas determinantes que faz a empresa girar, porque essas não é possível externar. Sua principal atividade deve possuir as características da cultura da sua empresa.

Depois que estiver evidente a atividade principal, deve-se analisar e calcular as vantagens e desvantagens da terceirização.

Confira algumas das vantagens:

  • Ganho de tempo  gasto no gerenciamento de pessoas e processos
  • Redução na quantidade de tarefas burocráticas e desgastantes, que geralmente implicam em queda na produtividade da equipe.
  • Redução de despesas como energia elétrica, telefone, internet, aluguel, etc.
  • Redução de custos com matéria-prima e frete (se essa atividade é secundária na sua empresa, provavelmente compra em pouca quantidade, aumentando-se o custo)
  • Eliminação de possíveis problemas comportamentais e estruturais;
  • Redução do quadro de funcionários e níveis hierárquicos
  • Desobrigação da administração dos direitos trabalhistas dos profissionais contratados
  • Garantir ganhos na qualidade, eficiência, produtividade e competitividade uma vez que na terceirização, contratará especialistas da atividade.

Na História, o surgimento da terceirização surge nos Estados Unidos, logo após a Segunda Guerra Mundial, a alta necessidade de produção das indústrias bélicas, faz com que surja a necessidade de delegar produções para outras, a fim de suprir a demanda.

Analisaram então que esse processo traria mais eficiência, agilidade e menores custos na produção e em contrapartida, a empresa ganhava tempo e foco no desenvolvimento das atividades principais.

Depois disso a ideia de terceirização só se afirmou a cada ano,  os funcionários e os líderes dos diferentes setores passam a ter mais tempo para se dedicar ao planejamento estratégico de suas respectivas áreas e da empresa como um todo.

Atualmente é possível entender que os especialistas estão sendo mais valorizados no mercado, exatamente porque a exigência por qualidade e rapidez está cada dia mais latente.

As empresas, portanto, utilizam a terceirização, exatamente para se especializar naquilo que a empresa faz de melhor. Precisa utilizar o tempo da equipe para se aperfeiçoar no que realmente traz lucro para a empresa.

Questões burocráticas são rotineiras e basicamente operacionais. Será uma boa estratégia, visando o melhor desempenho do setor, delegá-las a profissionais terceirizados, que assumem os encargos e a gestão de seus próprios colaboradores. 

Além da parte de pessoas, as empresas especialistas investem em  recursos tecnológicos mais modernos e avançados para efetuar certas operações, como na área de segurança e no setor administrativo, garantindo ainda mais a qualidade e eficácia do trabalho, isso seria outro gasto e preocupação que pode ser transferido no ato da terceirização.

Sem falar sobre a necessidade de espaço para colocar esses equipamentos e para o desenvolvimento das atividades relacionadas.

Portanto, principalmente para as pequenas e médias empresas é sim muito vantajoso a terceirização de alguns processos e atividades da empresa. 

Mas é preciso ficar atento a alguns pontos importantes que se não analisados com atenção podem comprometer não só a contratação, mas a imagem e a reputação da sua empresa.

São eles:

  1. Pesquisar com atenção a idoneidade da empresa contratada, desde a relação trabalhista, quanto com fornecedores e outros clientes. 
  2. Verificar a qualidade da matéria-prima utilizada na produção
  3. Emitir contratos minuciosos, se possível revisados por um advogado a fim de garantir segurança para ambas as partes
  4. Acompanhar prazos e processos da empresa terceirizada para se certificar que os produtos ou serviços serão entregues no prazo combinado, para não prejudicar o seu cliente final.
  5. Manter uma comunicação clara e se possível escrita para não ter falhas e ruídos prejudiciais.
  6. Analisar de forma precisa o valor cobrado pelo terceirizado e comparar com os valores gastos no desenvolvimento da tarefa internamente, verificando se há vantagem.
  7. Conferir a qualidade do produto periodicamente

Utilize essas informações para avaliar sua empresa, entenda as vantagens e desvantagens de uma terceirização, sempre prezando pela qualidade do seu produto e atendimento aos seus clientes.

 

 

 


Voltar

Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.